quinta-feira, 3 de maio de 2012

REDESCOBRINDO A BARRACA

Um final de semana qualquer, na sala de casa, eu, meu irmão (Ricardo), minha esposa (Andreza) e minha futura cunhada (Sandra), todos conversando, e ai veio o a parte "recordar é viver".
Eu e minha esposa contando sobre nossa primeira experiência de camping em Brotas (Camping do Jacaré), numa época que só bastavam a barraca e 2 colchonetes, e um feriado de carval de 2003. As crianças prestando atenção curiosas c/ as fotos da barraca, minha cunhada entrando na idéia de que acampar é legal, e as histórias das vezes que emprestei a barraca p/ meu irmão acampar c/ os amigos. E ai veio a pergunta...
- E a barraca, ainda existe??
-Sei lá, tá lá num canto...acho que perdeu algumas peças...
Eis que bate a curiosidade...
-Vamo lá pegar ela, ver se tá inteira, as crianças tão curiosas mesmo...
Para a surpresa de todos...a barraca estava intacta...tirando o mal cheiro...



Uma boa lavada depois, e um dia de sol, minha filha e meu pequeno moleke me fizeram passar uma noite acampado no quintal. Todos felizes e a velha barraca canadense voltando a ativa...

8 comentários:

  1. Respostas
    1. Essa é uma barraca Alba dos anos 80, é uma reliquia que eu achei aqui em Campinas a uns 12 anos atrás, também tenho outra relíquia que fazia parte dos acampamentos das décadas de 70 e 80, e uma extensão que o pessoal usava como cozinha (http://oscostas.blogspot.com/2012/05/preparacao-para-o-retorno.html) Antes de adquirir a Quechua T6.2, eu acampava com elas, recentemente eu usei elas em Joanópolis (http://oscostas.blogspot.com/2012/05/feriado-pascoa-2012-primeiro-camping.html), agora só uso elas de quarto de hóspedes (http://www.youtube.com/watch?v=_tnJVJAk0Ng), ou em acampadas bate volta, o problema dela é o volume que ocupa no porta malas, infelizmente não fabricam mais desses modelos com lona de tecido. Já pensei em vender elas, até coloquei anuncio no M.L, mas não houve interesse, coisa p/ colecionador ou p/ os saudosistas como eu.
      Abraços.

      Excluir
  2. Respostas
    1. Com muito ciúme e dor no coração, mas venderia sim, é uma verdadeira relíquia.
      Alem da barraca eu também tenho a extensão dela (cozinha).
      (http://oscostas.blogspot.com/2012/05/feriado-pascoa-2012-primeiro-camping.html), em Joanópolis montei o conjunto todo.
      Dá uma ligada e conversamos.
      (19) 2102-8247 // 3029-1855.
      Abraços.

      Excluir
  3. Acampo bastante com uma canadense e não troco por nada, já acampei com iglu e tubular. Segurança em primeiro lugar e não dá sensação de pequena, eu achei pelo menos. Confiram os meus campings no meu blog: https://rezenhando.wordpress.com/category/camping/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Antonio, infelizmente vendi minha canadense,essa ficou na saudade e boas lembranças, hoje temos uma Quechua T6.2 XL para acampadas mais longas e uma 2 seconds XL IIII para acampadas rápidas e no frio.
      Essa canadense que tinhamos era de tecido, muito pesada e volumosa, na epoca não tinhamos tantas opções como hoje, curtimos muitos bons momentos nela.

      Excluir
    2. A nossa tem história, entretanto é do sogro, fim do ano vou comprar uma, canadense ksksksks

      Excluir
  4. E outra, você poderia ir acampar com a família e fazer um post seria interessante!

    ResponderExcluir